MELHORAR A AUTOESTIMA


Consegue lembrar-se da última vez que teve um desequilíbrio emocional, em que as crenças em si próprio/a e as suas capacidades fugiam do seu controlo?


Como conseguimos manter as crenças que temos sobre nós de forma a vivermos menos ansiosos/as e com mais alegria?


Já imaginou as coisas que conseguiríamos realizar, se tivermos a crença que somos capazes de nos propor a fazer qualquer coisa (dentro dos limites do aceitável) para atingir os nossos sonhos e objetivos?


Já imaginou como seria a sua vida se conseguíssemos manter um nível de autoestima que não fosse abalado perante nenhuma circunstância?



O conceito de autoestima surge da auto-imagem positiva que temos de nós mesmos/as. É algo que de forma pro-activa construímos. A autoestima não se constrói na passividade, nem magicamente dos acontecimentos exteriores. A autoestima desenvolve-se no mundo real. O que se pretende é uma construção sólida, e isto só é possível partindo do nosso interior.

DESCRIÇÃO DE UMA BAIXA AUTOESTIMA:
  • Pensa excessivamente sobre si mesmo/a, e analisa porque razão é assim.

  • Tem medo da adversidade, o que lhe provoca uma enorme angustia.

  • Não sorri facilmente. Tem, normalmente, uma visão negativa, desesperançada de si mesmo/a, da sua família e sociedade onde vive.

  • Sente-se muito cansado/a. Sente-se incapaz de definir e alcançar os seus objetivos.

  • Prefere ficar sozinho/a do que sair de casa, conhecer novas pessoas e estar com os outros.

  • Afasta as pessoas. Tem dificuldade em fazer e manter amigos.

  • Evita olhar nos olhos dos outros. Tem dificuldade em estabelecer uma relação de confiança, intimidade e afeto.

  • Recusa-se a assumir riscos. Sente-se carente e tem uma tendência a apegar-se à falsa independência.

  • Tem tendência a criar efeitos e situações negativas. E em casos extremos, pode ser anti-social e talvez violento.

  • Fala para si mesmo/a de forma pessimista, nem sempre diz a verdade e/ou nem mantém a sua palavra, você não se perdoa a si mesmo/a ou aos outros. Por vezes, nem sempre sente empatia, compaixão e remorso.

Aumentar a autoestima implica fazer algumas mudanças no seu comportamento. O comportamento vai mudando com a prática e a intenção. A autoestima é uma realização, é um processo que energiza e lhe dá motivação. Não é algo que nasce connosco, mas algo que se desenvolve-se com a prática. A autoestima é a experiência de ser capaz de enfrentar os desafios e promover a felicidade.


COMO TRABALHAR A AUTOESTIMA

A maioria de nós está familiarizado com o conceito de impulso e/ou dinâmica. Quando fazemos algo bem, independentemente de quão pequena a tarefa seja, vamos construir energia positiva e a dinâmica necessária, que, tendencialmente poderá alimentar e energizar outras tarefas da nossa lista. Por exemplo, se tiver acabado de arrumar a cozinha , cortado a relva à frente da sua casa e ajudado os seus filhos a fazer os trabalhos de casa, será mais fácil, psicologicamente falando, transitar rapidamente para outra situação ou assunto e completar a tarefa seguinte. O que aconteceu foi que, construiu o impulso necessário para terminar as coisas.


Tal surge porque está animado/a e com energia. Energia essa que utiliza na tarefa seguinte, impulsionado pelo sucesso gerado na execução da tarefa anterior. Por outro lado, quando adiamos o que queremos fazer ou sabemos que devemos fazer, perdemos a força, e o mais grave de tudo é que perdemos a confiança em nós mesmos/as.


Uma forma de melhor entendermos estas questões pode ser através do seguinte exercício: Imagine que tem a possibilidade de ter um assistente pessoal na sua vida, e pede, ao seu assistente, para executar algumas tarefas específicas. À medida que ele as for executando, de forma correta e acertada, os seus níveis de confiança aumentam e mais seguro/a vai ficar sobre as suas capacidades e prontidão. Aos poucos, à medida que a confiança é reforçada, vai-lhe atribuindo tarefas cada vez mais importantes. Assim, vai desenvolver um profundo sentido de confiança nessa pessoa e na sua responsabilidade perante as tarefas que lhe atribui.


A AUTO-ESTIMA NO TELEFONE DA ESPERANÇA


O Telefone da Esperança - Porto, trabalha a importância de uma autoestima equilibrada para uma boa saúde emocional. Ao longo do tempo, temos vindo a organizar grupos de desenvolvimento pessoal que trabalham especificamente as questões relacionadas com esta temática.


O próximo grupo, terá início no dia 29 de Outubro, às 19:30h, na nossa Sede, na Rua Duque de Loulé, 98 - 2ª Esq. Os interessados poderão inscrever-se na própria Sede entre as 16:00H e as 22:00h todos os dias da semana, ou através do Telefone: 222 030 707, no mesmo horário. Também se podem inscrever e obter mais informações através da nossa página web, clicando neste link:

http://telefonedaesperanc.wix.com/telefonedaesperanca#!gdp-autoestima/c1hvq

Recent Posts
Featured Posts
Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2020 VOADES - Vozes Amigas de Esperança Portugal

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus
  • Blogger Limpa