TU e EU com autonomia afetiva


"TU e EU vivemos uma relação que me é preciosa Gostava que fosse preciosa para ti também. Contudo cada um de nós permanece uma pessoa distinta com as suas próprias necessidades.

Tu tens o direito de satisfazer as tuas necessidades e eu o direito de satisfazer as minhas. Por isso temos o direito de escolher os nossos próprios valores e crenças. Respeitarei os teus direitos e preciso que respeites os meus

Quando o teu modo de agir me impedir de satisfazer as minhas necessidades, falar-te-ei disso com simplicidade

para que possas compreender-me e, se possível, mudá-lo. Quando o meu modo de agir te impedir de satisfazer o que necessitas, quero que me fales abertamente.

Escutar-te-ei então e mudarei se puder.

Quando cada um de nós não puder mudar para satisfazer o que o outro precisa, enfrentemos o nosso conflito e superemo-lo juntos. Não quero perder deixando-te ganhar, fazendo-te perder.

Quero que encontremos soluções aceitáveis para cada um de nós. Assim ficaremos os dois a ganhar.

Tenho confiança em ti, necessito que confies em mim. Continuaremos a desabrochar. Apreciar-nos-emos a nós próprios.

Amar-nos-emos mais e a nossa Relação assim crescerá num sentimento mútuo de amor e de paz.

Cada um de nós tornar-se-á o que é capaz de ser."

Thomas Gordon

Recent Posts
Featured Posts
Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2007 VOADES - Vozes Amigas de Esperança Portugal

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus
  • Blogger Limpa